História de São Lucas

História de São Lucas

Quem foi São Lucas?

São Lucas foi um dos quatro evangelistas, ele é autor do terceiro evangelho e do livro dos Atos dos Apóstolos, seus textos são os de maior expressão literária no Novo Testamento.
Natural da Síria, nasceu no século I da Era Cristã, por seus escritos acredita-se que pertencia a uma família culta e abastada, tinha talento para a pintura e exercia a profissão de médico.
Introduzido na fé por volta dos 40 anos, ele não conheceu Jesus pessoalmente mas sim através dos apóstolos.
Foi discípulo dos apóstolos de Jerusalém e depois de São Paulo, do qual se tornou inseparável e fiel companheiro de missão, ambos fizeram várias viagens apostólicas, tornando-se um dos primeiros missionários do mundo greco-romano.
Por duas vezes São Paulo esteve preso em Roma e nos dois cativeiros São Lucas esteve consigo, o qual era considerado “médico amado”, ajudando-o no seu apostolado, consolando-o nos seus trabalhos, atendendo e curando com solicitude nos seus padecimentos corporais. No segundo cativeiro, do ano 67, pouco antes do martírio, São Paulo escreve a Timóteo que “Lucas é o único companheiro” na sua prisão, os outros tinham-no abandonado.
Uma tradição antiga da Igreja cristã atesta que, após a morte de São Paulo, Lucas partiu como missionário a pregar o Evangelho no sul da Europa, nas regiões da Gália (atual França), Itália, Macedônia e Dalmácia. Criou comunidades e formou discípulos como aprendera com seu grande mestre, São Paulo.
Seus escritos sugerem que ele tenha visitado a Virgem Maria para coletar as informações que inseriu em seus escritos.
Tornou-se excepcional para a vida da Igreja por ter sido dócil ao Espírito Santo, que o capacitou com o carisma da inspiração e da vivência comunitária, resultando no Evangelho segundo Lucas e na primeira história da Igreja, conhecida como Atos dos Apóstolos.
São Lucas permaneceu firme no Senhor até o fim de sua vida. Ele viveu solteiro, sem filhos e faleceu aos 84 anos de idade, terminando sua vida com o martírio e “repleto do Espirito Santo”.
Um antigo documento que São Jerônimo informava que São Lucas foi martirizado em Patras, Grécia, por causa de sua pregação do Evangelho. Deu a vida por causa de Jesus Cristo. Derramou seu sangue por causa do Evangelho que ele imortalizou em seus escritos.
São Lucas, cujo nome significa “portador de Luz”, é padroeiro dos médicos e dos pintores. Na tradição litúrgica seu dia é comemorado em 18 de outubro.

Significado e simbolismo de São Lucas

Os símbolos na imagem de São Lucas nos falam muito sobre sua vida e sua obra.
A Túnica branca simboliza sua santidade, pois como discípulo de São Paulo progrediu no conhecimento de Jesus Cristo, na vida missionaria e na santidade, já seu manto vermelho simboliza seu martírio e também o fogo do Espirito Santo, do qual era cheio.
A pena e o livro nas mãos de São Lucas simbolizam os escritos de sua autoria no Novo Testamento.
Por fim, nas representações artísticas de São Lucas sempre colocam a seu lado a figura de um boi que, às vezes, aparece com asas, esta imagem simboliza o sacrifício de Cristo, tão bem enfatizado no Evangelho de Lucas, e este animal era o mais alto sacrifício oferecido no Templo de Jerusalém. Além disso, o boi também é símbolo da paciência, da força e do serviço, virtudes demonstradas pela vida e pela obra de São Lucas.

Evangelho de São Lucas

São Lucas não presenciou os fatos que narrou em seu Evangelho (Lc 1, 2). Mas, como ele mesmo diz no começo de seu Livro, ele “estudou acuradamente os fatos, antes de escrever”. 
Seus escritos tem grande qualidade e estilos próprios de um bom historiador. O Evangelho de São Lucas divide-se em três partes:
1. A atividade de Jesus na Galileia (3-9,50)
2. O caminho para Jerusalém (10-18)
3. Jesus em Jerusalém: paixão e morte, ressurreição.
No “caminho para Jerusalém”, Lucas insere um grande conjunto de textos, principalmente palavras de Jesus, que não se encontram nos demais evangelhos.
Lucas é o evangelista que mais fala sobre a Virgem Maria, traça uma biografia da Virgem, ele foi quem mais longamente nos contou a sua vida e nos descobriu o seu Coração, e fala da infância de Jesus, Seus relatos narram a vida do menino Jesus desde a sua concepção no seio da Virgem Maria até o tempo em que o menino completou 12 anos. Esta parte de seu Evangelho é chamada de “Evangelho da Infância”. Traz também os segredos da anunciação, da Visitação do Natal.
No Evangelho segundo Lucas, encontramos o Cristo, amor universal, que se revela a todos. Ele ressalta os aspectos mais destacados da personalidade de Jesus: o amor, sua delicadeza e compaixão pelos pobres, as crianças, as mulheres, os pecadores, ressalta a piedade, a oração, a alegria nascida da fé e a ação do Espírito Santo.
Lucas também menciona as mulheres que assistiam Jesus no seu ministério (8,1-3) e diferente de todos os outros evangelistas São Lucas descreve um Jesus que se preocupa com o cuidado e a salvação das mulheres.
O livro dos Atos dos Apóstolos é considerado uma sequência do Evangelho de Lucas, é um livro importantíssimo, pois narra os acontecimentos maravilhosos do começo do cristianismo.
Nos Atos dos Apóstolos, que poderia também se chamar Atos do Espírito Santo, deparamos com a ascensão do Cristo, que promete o batismo no Espírito Santo, fato que se cumpre no dia de Pentecostes, e é inaugurada a Igreja, que desde então vem evangelizando com coragem, ousadia e amor incansável todos os povos.

Veja também…

Deixe uma resposta